Amostradores Passivos – Exposmeter

Amostradores Passivoso que são?

A técnica de amostragem passiva consiste na coleta integrada de analitos em determinado período de amostragem, utilizando apenas um pequeno dispositivo, o que é de grande importância uma vez que os locais de amostragem são muitas vezes situados longe do laboratório, onde o posterior manuseio das amostras terá que ser realizado.

Esta técnica baseia-se no fluxo livre das moléculas do analito no meio amostrado para o meio de coleta, que consiste numa fase recetora contida no dispositivo, que tem como resultado a diferença entre o potencial químico dos analitos nos dois meios. A fase recetora poderá ser um solvente, resina polimérica ou um adsorvente poroso.

Amostragem passiva surge como alternativa para a monitoração de vários contaminantes* como pesticidas, produtos farmacêuticos, PAH e PCB em ambientes aquáticos. A amostragem passiva somente necessita de um pequeno dispositivo, o amostrador passivo, representando uma forma simples, barata e eficiente de monitorização ambiental em águas.

Amostradores Passivos para águas superficiais

Amostradores Passivos para águas subterrâneas

Amostradores Passivos para solo/sedimentos

Amostradores passivos para o ar

 

* Compostos identificados no EU WFD que podem ser monitorizados com amostradores passivos Exposmeter:

A – Alachtor; Anthracene; Atrazine

B – Benzene; Brominated diphenylether

C – Cadmium and its compounds; C10-13-chlotoalkanes; Chlorfenvinphos; Chlorpyrifos

D – 1,2-Dichloroethane; Dichloromethane; Di(2-ethylhexul)phthalate (DEHP); Diuron

E – Endosulfan

F – Fluoranthene

H – Hexachlorobenzene; Hexachlorobutadiene; Hexachlorocyclohexane

I – Isoproturon

L – Lead and its compounds

M – Mercury and its compounds

N – Naphthalene; Nickel and its compounds; Nonylphenols

O – Octylphenols

P – Pentachlorobenzene; Pentachlorophenol; Polyaromatic hydrocarbons

S – Simazine

T – Tributyltin compounds; Trichlorobenzenes; Trichloromethane (Chloroform); Trifluralin